26 Caldas Novas
  • quinta, 02 de abril de 2020 as 11:53h

Bolsonaro deseja criar secretaria de defesa dos animais domésticos

Protetores de animais de todo o país comemoraram o anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro – PSL, na última semana, de que este pretende criar uma Secretaria voltada para o direito dos animais domésticos no Brasil.

“Em falar em animais de estimação, vocês podem ter certeza que em nosso governo teremos uma secretaria específica para tratar dos direitos dos animais.” – disse Bolsonaro.

Para muitos defensores da bandeira animal, entretanto, o presidente eleito não acertou de fato no ponto, visto que defende os animais domésticos, enquanto ignora outros animais que, também deveriam ser protegidos de situações que não são para a alimentação humana, mas para pura diversão gerada através de maus tratos. Bolsonaro é apoiador declarado das vaquejadas, rodeios, pecuária e caça. Se cumprir a promessa, criará uma secretaria especializada em políticas públicas para cachorros e gatos, enquanto se mantiver outras promessas feitas durante a eleição, vai incentivar ainda mais as práticas de rodeios, vaquejadas e por fim, gerar burocracia zero para caçadores se divertirem matando animais. Esse é um dos pontos fracos do governo de Bolsonaro, mesmo entre eleitores que se dedicaram a fazer de graça, sua campanha.

Outro ponto que pesou sobre Jair, foi o fato de que havia traçado um plano de unificar os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. A nova pasta criada seria entregue a um ruralista de sua confiança, porém após ser muito criticado por ambientalistas, voltou atrás. As pastas, entretanto, podem acabar nas mãos de dois ruralistas e se isto for confirmado, seria trocar seis por meia dúzia.

 

Por: Adriana Martins

Mais Notícias

Mais Vistos