19/07/2023 às 18h13min - Atualizada em 31/07/2023 às 16h55min

CONEXÕES: O FUTURO, exposição em contâiners marítimos, abre dia 1º de agosto em Teresópolis

Certificada com selo carbono neutro, mostra de fotografia e imagens reflete sobre as ações presentes que impactam o futuro. A programação inclui exibição de filmes - como a animação Tarsilinha - e atividades - como a viagem com realidade virtual e o game interativo - , além de oficinas de artes visuais

maria fernanda teixeira
Acervo pessoal
A exposição CONEXÕES: O Futuro terá passagem por três cidades: Teresópolis, Niterói e Rio de Janeiro. O evento permanece em Teresópolis de 1º a 31 de agosto e apresenta um olhar histórico sobre o Rio de Janeiro, reflexões sobre o futuro e o impacto de nossas ações sobre ele. “A vida cotidiana se desenrola mediada por uma multiplicidade de encontros que unem e separam cada um dos seres vivos do planeta, do mais diminuto ao mais gigantesco. Em um mundo cada vez mais interativo e acelerado, o equilíbrio e a sustentabilidade são premissas fundamentais para a qualidade de vida do planeta.” Assim, a curadora Carmen Lucia de Azevedo apresenta a exposição CONEXÕES: O Futuro uma exposição de imagens, fotografias e pequenos documentários, montada no interior de containers marítimos. A forma de apresentação revela a proposta de intervenção no ambiente urbano. Também assina a curadoria Eduardo de Carvalho.

Com entrada gratuita, o visitante faz uma viagem no tempo, passando pela história da fundação do Rio de Janeiro, o enredo integra a história, os ecossistemas, as interferências do homem nesses territórios e, como elas influenciam em nosso presente e futuro. Integram a programação da mostra atividades como a Exibição de Filmes ao ar livre (parceria com SESC RJ), a Viagem com a Realidade Virtual (tecnologia que possibilita sobrevoar a Ponte Rio-Niterói e conhecer a sua estrutura por dentro) e o Game interativo (para testar conhecimentos de uma forma muito divertida). Ver agenda ao longo deste texto.

IMAGENS DA REGIÃO SERRANA E BAÍA DE GUANABARA

A exposição apresenta imagens, fotografias e pequenos documentários, montada no interior de containers marítimos. A forma de apresentação revela a proposta de intervenção no ambiente urbano.  Entre o material, destaque para as paisagens da Baía de Guanabara e da região serrana do Rio. No espaço expositivo o público também terá acesso a experiências imersivas, oficinas de arte e atividades interativas que proporcionarão aprendizado e entretenimento.A exposição conta com equipe educativa no local, para recepcionar o público visitante, inclusive atendimento em LIBRAS e agendamento de grupos escolares para visita. Material especialmente desenvolvido para professores e alunos, podem ser acessados de forma gratuita no site da exposição: EXPOSIÇÃO - Projeto Conexões (projetoconexoes.com.br)

Com foco educativo, Conexões: O Futuro dispõe de conteúdo cultural de qualidade, com informações históricas e memórias da cidade do Rio de Janeiro, paisagens da Baía de Guanabara, da fauna e flora presente no território, referências e símbolos culturais que marcaram a história da civilização e conexões da vida em sociedade. E, desta forma, valorizando nossa história e o conhecimento transmitido por gerações, daremos passos em direção ao futuro. A exposição busca inspirar os visitantes a se tornarem agentes de mudança, que contribuirão para um mundo mais sustentável e equilibrado.

A mostra integra as COMEMORAÇÕES dos 50 ANOS da Ponte Rio-Niterói. Nela, os visitantes terão acesso a uma cronologia da construção da Ponte Rio-Niterói, inaugurada em 1974. Uma conexão que, antes de sua existência, esteve muito presente no imaginário da população fluminense. O projeto tem patrocínio da Ecoponte, concessionária integrante do Grupo EcoRodovias, uma das maiores companhias de infraestrutura do Brasil, que opera o trecho Rio-Niterói. Conexões: O Futuro é realizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal com produção da Pas de Deux Projetos.

PESQUISA – NASA, BIBLIOTECA NACIONAL, MUSEU AEROESPACIAL ETC

A mostra reúne imagens e fotografias de acervos iconográficos e de fotógrafos contemporâneos. Foram alvo da pesquisa a Fundação Biblioteca Nacional, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Museu Aeroespacial, Arquivo Nacional, Agência O Globo, Agência Iconografia, Instituto Moreira Salles, Historical Service of Navy e NASA, além de fotos contemporâneas de Marcio Castanho Soares, Rogério Reis, Wilson Alves Cordeiro, Manoel Moraes Jr, Guilherme Milward, Érico Hiller, Áthila Bertoncini e da Sociedade Fluminense de Fotografia. Dividida em diversos núcleos que conectam a história com as transformações dos territórios e da vida de todos os seres vivos, Conexões: O Futuro reforça o olhar para o nosso bem mais valioso: os ecossistemas, relacionando os mesmos com a mobilidade humana e as intervenções do homem nestes ambientes.

— Conexões nos Ecossistemas
Tanto a Mata Atlântica quanto a Baía de Guanabara abrigam grande diversidade animal e vegetal, incluindo aves, répteis, peixes e mamíferos, bem como 9 milhões de habitantes, distribuídos por 16 municípios nesta região. E a ação do homem vem transformando e deteriorando o meio ambiente. Na Mata Atlântica, por exemplo, só temos 24% da floresta original. A Baía de Guanabara já sofreu com vazamentos de óleo e lançamento de esgotos sem tratamento. Chegou o momento de conhecermos mais a fundo essa realidade para termos consciência de que precisamos contribuir: não somos à parte da natureza, mas uma parte dela.

— Conexões nas Construções
Diversas técnicas, algumas delas milenares, foram desenvolvidas para garantir a construção do mundo. Todas elas são usadas na construção de casas simples ou estruturas grandiosas, como as pirâmides e outros monumentos históricos. Além do estudo de materiais e técnicas, a arquitetura também é responsável por projetar essas construções fantásticas. E aqui, mais uma vez, o objetivo é instigar o pensamento: como devem ser as construções no futuro? Como essas obras podem explorar as energias naturais como o sol e o vento? Os estudos de hoje impactarão o futuro, que nos dirá quais os modelos mais viáveis e eficientes.

— Conexões na Mobilidade
A roda foi o princípio da evolução da mobilidade humana, inventada por volta de 3500 a.C., a partir dela, o homem produziu meios cada vez mais eficientes e toda a infraestrutura necessária para encurtar distâncias e ganhar tempo. Certamente, benefícios imensuráveis com o aumento da produtividade, mas também um desafio para a humanidade: saber administrar as perdas que esse modelo gerou para si mesma e para a natureza, e garantir um futuro promissor para as novas gerações.

AÇÕES EDUCATIVAS

Oficinas de artes visuais

A exposição oferece no local oficinas de artes visuais para públicos diversos. Em especial, foram elaboradas atividades para professores e alunos, disponibilizadas também em ambiente online para acesso gratuito. Professores encontrarão na exposição um local convidativo para oferecer aos seus alunos uma aula interativa, usando toda a infraestrutura da exposição. Acessando previamente no site, as fichas de atividades e sequências didáticas, professores e alunos serão convidados a interagir com a exposição mesmo antes de programar a visita, mergulhando na história e nos assuntos relevantes sobre o futuro de nosso planeta. O agendamento de visitas de grupos deve ser realizado pelo email educativo@projetoconexoes.com.br, enviando os dados (nome do professor, telefone, email, nome da escola, quantidade de alunos, data e horário preferencial).

Curso de Fotografia

Faz parte das atividades da exposição o curso de artes visuais Fotografando com seu celular: noções básicas de fotografia, sob a coordenação de Davilym Dourado, fotógrafo e artista visual. Online e gratuito, vai ensinar o participante como aproveitar melhor a tecnologia do seu celular para produzir melhores fotografias. O conteúdo reúne, ainda, informações sobre questões técnicas e de linguagem, além de dicas práticas para tirar o melhor proveito da máquina fotográfica e do pequeno estúdio que se tem em suas mãos.
Venha ver na Exposição:
 
  • VIAGEM COM REALIDADE VIRTUAL
Com ajuda da tecnologia de realidade virtual é possível sobrevoar a Ponte Rio-Niterói e conhecer a sua estrutura por dentro.
 
  • GAME INTERATIVO
Após visitar a exposição, você poderá participar de um game interativo e testar seus conhecimentos de uma forma muito divertida.
 
  • MOSTRA DE FILMES AO AR LIVRE -  Parceria com SESC RJ
Em parceria com a exposição Conexões: O Futuro, o Sesc RJ propõe ao público uma viagem pelo cinema com filmes infanto-juvenis que trazem consigo mistérios, lendas e tradições. As sessões de cinema levarão os espectadores a percorrer desde mundos imaginários até o sertão nordestino, propondo um mergulho brincante pelos contos infantis. Todos os dias a partir das 17h30.

Programação de filmes - Tromba Trem: O Filme (Direção de Marília Mafé / Marcos França. Brasil. 2022. 86 min. Animação), Além da lenda - O filme (Direção de Marília Mafé / Marcos França. Brasil. 2022. 86 min. Animação. Livre), Ewé de Òsányìn: O Segredo das Folhas  (Direção de Pâmela Peregrino. RJ / Brasil. 2021. 23 min. Animação. Livre), Pensadores Cariocas (Direção de Flávio Moraes. RJ / Brasil. 2022. 23 min. Documentário. Livre), Tarsilinha (Direção de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo. Brasil. 2022. 99 min. Animação. Livre.), Um Filme de Cinema ( Direção de Thiago B. Mendonça. Brasil. 2017. 84 min. Ficção. Livre), Alice dos anjos (Direção de Daniel Leite Almeira. Brasil. 2021. 76 min. Ficção. Livre.)
 
  • OFICINA DE ARTE CONTEMPORÂNEA E PAISAGEM –
Com a artista plástica Debora Bolzsoni. Dias 19 e 20 de agosto das 14h às 17h. Na Casa de Cultura Adolpho Bloch. Praça Juscelino Kubitscheck - s/n, R. Tietê - Nossa Sra. de Fatima, Teresópolis - RJ, 25964-140.
Público-alvo – Interessados em geral a partir de 16 anos de idade. Inscrições - pelo email -  educativo@projetoconexoes.com.br até 15 de agosto. Seleção dos participantes por meio de breve carta de apresentação. Os inscritos devem escrever a respeito da sua relação com a arte e seu interesse na oficina. Máximo de 15 participantes.
Oficina de formação a respeito da relação arte e paisagem na contemporaneidade. O conteúdo investiga como o ambiente pode ser alterado em suas qualidades físicas mas também sociais e políticas a partir de operações de cunho artístico. Durante a oficina, cada participante terá o desafio de criar um projeto site especific para a cidade de Teresópolis.
Débora Bolzsoni (Rio de Janeiro, 1975) - Mestre em Poéticas Visuais pela ECA-USP, estudou na EAV Parque Lage e na Saint Martin School of Art em Londres. Desde 1998 participa de mostras de arte contemporânea dentro e fora do Brasil. É representada pelas galerias Bendana-Pinel (Paris), Athena (Rio de Janeiro) e Marília Razuk (São Paulo). É colaboradora da Galeria ReOcupa como membro da Rede Aparelhamento junto à Ocupação 9 de julho do MSTC em São Paulo desde 2018. Atualmente é professora do Curso de Pós-graduação em Práticas Artísticas Contemporâneas da Fundação Armando Álvares Penteado e ministra cursos livres no SESC, EBAC e em outras instituições culturais de São Paulo.

EXPOSIÇÃO CONEXÕES É UMEVENTO CARBONO NEUTRO

O que quer dizer ser uma exposição carbono neutro? Significa que todas as emissões de gases de efeito estufa (GEE) geradas pelo evento são compensadas, de forma que o saldo líquido de emissões seja zero. As emissões de GEE podem ser causadas por várias atividades relacionadas ao evento, como o consumo de energia elétrica, o transporte de equipe, artistas e visitantes, a produção de materiais, o consumo e a gestão dos resíduos. E para tornar a Exposição Conexões, um evento carbono neutro, algumas etapas importantes foram seguidas. Primeiramente, foi feita a avaliação das emissões de GEE geradas pelo evento, considerando todas as fontes de energia relevantes. Em seguida, foram implementadas algumas medidas para reduzir as emissões de carbono. A reutilização de containers, por exemplo, eliminou a necessidade de utilizar novos materiais na fabricação de um espaço para instalar a exposição, poupando energia e materiais. Após a redução das emissões na medida do possível, foi desenvolvido um projeto para compensar o saldo remanescente de carbono. Como medidas compensatórias temos o reflorestamento, a geração de energia renovável e a implementação de tecnologias de captura e armazenamento de carbono. O reflorestamento foi a opção escolhida pela Exposição Conexões: a plantação de mudas de árvores nativas em uma área determinada na cidade de Niterói, em parceria com a Secretaria do Clima da cidade e com o Instituto Atitude Ambiental. Ao investir nessas ações, as emissões geradas pela exposição  são compensadas, resultando em um saldo líquido zero de emissões de GEE.

EXPOSIÇÃO CERTIFICADA COM O SELO CARBONO NEUTRO

Demonstrar o compromisso com a sustentabilidade ambiental também é um dos objetivos da Exposição. Ideias como esta ajudam a minimizar o impacto das emissões de GEE e podem inspirar outras pessoas e empresas a adotarem práticas sustentáveis em suas atividades. Texto produzido em conjunto com o Instituto Atitude Ambiental, parceiro da Exposição Conexões e, organização responsável pela criação do programa “SELO IAA DE SUSTENTABILIDADE”. Este selo tem o objetivo de evidenciar empresas que atendam aos critérios de sustentabilidade descritos pela Organização das Nações Unidas – ONU em 2015 na Reunião de Nova York.

Sobre a ECOPONTE – patrocinadora

Patrocinadora do projeto, a Ecoponte administra a Ponte Rio-Niterói desde junho de 2015, sendo responsável pelo sistema rodoviário de 28,7 quilômetros de extensão, que compreendem a Ponte, o Mergulhão da Praça Renascença, a Alça de Ligação com a Linha Vermelha e a Avenida Portuária. A concessionária faz parte do Grupo EcoRodovias, uma das maiores companhias de infraestrutura do Brasil. Cerca de 150 mil veículos e 400 mil pessoas passam diariamente pela Ponte nos dois sentidos. A Ecoponte realiza o monitoramento 24h da rodovia, através de 45 câmeras e presta atendimento médico e mecânico para os usuários no trecho sob concessão.

www.ecoponte.com.br/sustentabilidade/projetos-socioambientais
https://www.ecoponte.com.br/sustentabilidade/projetos-socioambientais

Ficha Técnica
Realização: Ministério da Cultura  – Lei de Incentivo à Cultura – Governo Federal. Produção: Pas de Deux Projetos. Patrocínio: ECOPONTE – ECOVIAS.  https://www.ecoponte.com.br/

Serviço
CONEXÕES: O Futuro - Exposição aberta à visitação gratuita de 1º de agosto a 31 de agosto de 2023. Horário: das 10h às 19h, de terça à domingo. Local: Praça Santa Teresa - Teresópolis – Rio de Janeiro. Produção: Pas de Deux Projetos.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://viranoticia.com.br/.
Envie sua notícia!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo WhatsApp.